Por que realizar este exame?

O câncer de próstata é o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens, com aproximadamente 1.276.106 novos casos por ano no mundo. Cerca de seis em cada 10 casos são diagnosticados em homens com 65 anos de idade ou mais. Apesar de sua alta incidência, não há atualmente nenhum programa de rastreio de rotina do câncer da próstata para a população em geral. Atualmente, as principais ferramentas para o rastreamento dessa patologia são o toque retal, a concentração sérica do Antígeno Prostático Específico (PSA) e a ultrassonografia transretal. O PSA, uma proteína sintetizada quase exclusivamente pelas células epiteliais da próstata, é o marcador mais utilizado e, embora seja uma proteína específica do órgão, não é uma proteína específica do tumor, uma vez que sua concentração pode ser aumentada pela incidência de outras doenças, como a hiperplasia benigna da próstata ou prostatite. Desta forma, a quantificação do PSA não permite distinguir entre as possíveis condições benignas da próstata e o câncer de próstata, apresentando uma baixa especificidade. Portanto, é importante ter uma conduta de rastreamento capaz de verificar o risco da agressividade da patologia, em um primeiro momento, sem a necessidade de realizar a biópsia.

O que é o exame?

O teste Stockholm3 é uma análise de rastreamento não invasiva para câncer de próstata agressivo (definido como ISUP> 2) em homens com idade entre 50-69 anos. O teste determina a concentração de cinco marcadores plasmáticos em uma amostra de sangue (PSA, PSA livre, hK2, MSMB e MIC1), em conjunto com a análise de 101 variantes genéticas. Os resultados da análise são integrados em um algoritmo que inclui a idade do paciente, histórico familiar e o resultado da biópsia anterior, se houver. Devido à integração dos diferentes parâmetros, é possível definir um percentual de risco (score risk) de que a biópsia da próstata seja positiva se realizada (Gleason ≥7). Estudos científicos mostram que a aplicação desse teste pode reduzir o número de biópsias em 32%, sem comprometer a capacidade diagnóstica dos cânceres de próstata de grau médio (Gleason ≤7), em comparação com o uso do valor de PSA 3 ng / mL como valor de corte para recomendação de biópsia. O teste Stockholm3 fornece informações relevantes para a tomada de decisões sobre a realização de uma biópsia.

Para quem é indicado?

É indicado para homens de 50-69 anos com:
• História familiar de câncer de próstata
• PSA alto (> 1,5 ng / mL) ou toque retal alterado
• Resultado negativo em uma biópsia anterior

Tecnologia

Análises Bioquímicas e Genética

Vantagens

GRUPO SYNLAB:
• Garantido pela experiência do grupo Synlab, líder europeu absoluto em diagnóstico laboratorial.

MINIMAMENTE INVASIVO:
• Análise minimamente invasiva
• Reduz a necessidade inicial de realização de biópsia

COMPLETO:
• Aumenta a taxa de detecção de cânceres agressivos em comparação com a prática clínica atual.
• Permite a detecção de câncer agressivo em homens com baixos valores de PSA (1,5-3 ng / mL).
• Reduz o número de biópsias desnecessárias em 50% em comparação com a prática clínica de rotina.
• Oferece recomendações concisas e baseadas no risco, facilitando a tomada de decisões do especialista e reduzindo o tempo de espera entre a suspeita inicial e o primeiro tratamento.

Informações Extras

DOCUMENTAÇÃO
Disponível na Extranet para clientes:
• Consentimento Informado
• Questionário Clínico

PREPARO:
• Não é necessário jejum para a realização do exame.

CONTRAINDICAÇÃO:
• Não realizar em casos de: diagnóstico prévio de câncer de próstata; realização de biópsia prostática durante as 2 semanas prévias a coleta da amostra.


Tempo de Entrega
26 dias úteis
Tipo de Amostra
10 mL de plasma em tubo EDTA (Consulte o protocolo)

Assine a nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades sobre nossos exames